Blog Belvittà
abr
17

Muitos dos problemas de pele dos nossos clientes, como função barreira comprometida, rugas, acne ou hiperpigmentação, estão relacionados ao acúmulo de células mortas. Para alcançar o “bem-estar” da pele, é necessário oferecer um plano de tratamento corretivo capaz de apresentar resultados verdadeiros, e os peelings químicos são ótimas alternativas.

Muitos dos nossos clientes nunca experimentaram um peeling químico. Apreensões são comuns e compreensíveis. Até mesmo o termo “peeling químico” pode ser assustador para um novo cliente. Esclarecer aos clientes que se trata de um “tratamento de esfoliação profissional” pode acalmar os temores, pois a maioria dos clientes entende bem o que é uma esfoliação. A chave para um bom resultado na esfoliação profissional depende da seleção do tratamento apropriado, ganhar a confiança do cliente e do cumprimento de uma rotina de cuidados home care.

Evolução da Esfoliação

O uso de produtos químicos para tratar a pele tem evoluído ao longo dos tempos. Em nossos cursos de formação profissional, aprendemos que a esfoliação se originou no Egito antigo, com os banhos com leite azedo (ácido lático) e vinho (ácido tartárico) para suavizar a pele. Os gregos usaram calcário, cataplasmas de mostarda e enxofre para esfoliar, enquanto os romanos esfoliavam com leite de cabra, alabastro e vinho tinto. Os turcos antigos eram muito mais ousados, usavam o fogo para esfoliar e clarear a pele.

Hoje, a cosmetologia associa vários ácidos, tais como, lático, glicólico, salicílico, mandélico, ascórbico e kójico (entre muitos outros) para esfoliar as células mortas da pele e estimular o nascimento de células novas e saudáveis. Com ácidos associados, podemos tratar melhor vários problemas de pele, como envelhecimento, acne, hiperpigmentação, etc. Fórmulas que combinam vários ácidos produzem resultados melhores quanto comparadas a um único ácido isolado, além de serem mais confiáveis, pois o seu potencial irritativo geralmente é menor.

Agentes esfoliantes e seus usos

Cada agente esfoliante tem um mecanismo de ação diferente, acompanhado de benefícios variáveis. Por isso, quanto mais conhecimento o profissional tiver sobre o assunto, mais seguro e eficaz será o seu programa de tratamento.

Alpha-hidroxiácidos: são ácidos solúveis em água, que diminuem e coesão dos desmossomos, estruturas fibrosas que prendem as células da pele em conjunto. Isso facilita a esfoliação. Nos peelings químicos Solução de Hidroxiácidos, Ilumiderm Peeling Químico e Symetria Extreme Peel, você encontra os ácidos mandélico e glicólico, os apha-hidroxiácidos mais utilizados na estética.

Beta-hidroxiácidos (BHA): são queratolíticos, o que significa que digerem células superficiais. Os beta-hidroxiácidos são lipídios ou solúvel em óleo, e são uma excelente opção para limpar o acúmulo celular que obstrui os poros. O beta-hidroxiácido mais conhecido é o ácido salicílico. Você encontra o ácidos salicílico no peeling Solução de Hidroxiácidos, da Belvittà.

Poli-hidroxiácidos (PHAs): tem ação semelhante aos alfa-hidroxiácidos, com a vantagem de serem menos irritantes. Os poli-hidroxiácidos, como o ácido lactobiônico e a gluconolactona esfoliam, hidratam, melhoram o tônus e a textura da pele, além de serem excelentes antioxidantes. Você encontra o ácido lactobiônico no peeling químico Symetria Extreme Peel, da Belvittà.

Defina expectativas realistas para os clientes

Os próprios médicos, que utilizam concentrações de ácidos mais elevadas, ocasionalmente experimentam insatisfação do cliente em relação aos resultados dos seus tratamentos com peelings químicos. Muitos clientes têm expectativas irreais para peelings químicos, o maior equívoco é que a pele sempre vai descamar. Embora haja sempre esfoliação, pode estar no nível celular e não visível a olho nu.

Como profissionais de estética, precisamos orientar nossos clientes em relação aos resultados que eles podem esperar dos tratamentos. A pele de cada pessoa é única. Nunca espere que dois clientes tenham os mesmos resultados. Depois de analisar as expectativas realistas, é recomendável fazer um termo de consentimento assinado antes de iniciar o tratamento.

Razões comuns para não ocorrer a descamação

Muitos profissionais sofrem frustração porque um cliente não vê a descamação que esperava após um peeling químico. Há muitas razões para isso não acontecer.

O cliente pode ter um estrato córneo extremamente coeso, o que pode exigir várias sessões de tratamento para quebrar a camada exterior, e assim a pele começar a descamar.

Peles oleosas devem ser desengorduradas cuidadosamente para permitir que a solução possa penetrar de forma adequada. Caso contrário, o cliente pode experimentar um tratamento com pouca ou nenhuma descamação. Falha técnica na aplicação ocorre quando o profissional, mesmo seguindo adequadamente as instruções de uso do fabricante, não desengordurar a pele do cliente antes de aplicar o peeling químico, o que pode afetar o resultado do tratamento.

Entretanto, a ausência de uma descamação visível a olho nu, não significa que ela não esteja acontecendo. A descamação pode estar em um nível celular, não apenas em um nível epidérmico visual.

O ambiente também pode influenciar. Em ambientes úmidos, a umidade do ar pode inibir a esfoliação. Tratamentos recentes que o cliente possa ter feito, especialmente os mais agressivos, também influenciarão nos níveis de descamação.

Por todos estes fatores, a preparação da pele do cliente antes de iniciar um tratamento com peeling químico é de grande importância. Lembre-se sempre disso: boa preparação = resultado bem sucedido!

Cuidados especiais para evitar complicações

A maneira mais eficaz de evitar complicações deve ser informada. Agende uma consulta de pré-tratamento. Preencha um formulário completo de entrada do cliente e realize uma análise completa da pele utilizando uma luz de aumento e lâmpada de Wood. Aplique um teste utilizando o peeling químico numa região do tamanho de uma moeda na área que você planeja esfoliar. Como a maioria das reações alérgicas ocorrem dentro de 48 horas, uma consulta é melhor realizada no mínimo com 48 a 72 horas antes do peeling. Sempre revise qualquer sensibilidade do cliente para todos os ingredientes utilizados no peeling.

Lidando com potenciais complicações

Um peeling químico é um tratamento ativo que pode produzir uma reação de histamina, que vai desde a coceira na pele, inchaço nos olhos e até edema extremo. Uma reação alérgica pode exigir medicação prescrita depois de uma avaliação por um médico. Contate cada cliente no prazo de 48 horas de tratamento para responder a quaisquer perguntas e resolver quaisquer preocupações.

Durante todo o período de tratamento, o cliente deve seguir a rotina de cuidados da pele simples, incluindo o uso de um produto de limpeza suave. A exposição solar deve ser evitada e a maquiagem pode ser usada normalmente, como de costume. Uma pequena quantidade de edema, especialmente em torno da área dos olhos, não é incomum na sequência de um peeling químico. O cliente pode aplicar uma compressa fria na área tratada.

Lembre aos clientes que eles devem evitar por 72 horas situações que induzam ao calor, como frequentar sauna, fogão e bebidas quentes. As fontes de calor podem provocar a transpiração, o que cria potencial para a formação de bolhas, criando um elevado potencial para o desenvolvimento de hiperpigmentação pós-inflamatória.

O profissional de estética deve abster-se de dar qualquer forma de aconselhamento médico. Se o cliente está passando por algo mais do que uma reação de histamina leve, ele deve ser instruído a procurar aconselhamento médico.

O que você achou deste artigo? Deixe um comentário aqui no Blog! Ele será muito importante para criarmos conteúdos cada vez mais relevantes para o profissional.

 

About the Author
  1. Sandovania Ramos De Oliveira Reply

    ADOREI ESSA MATERIA, BEM EXPLICATIVA, CLARA! Parabéns.

  2. NAILDA Reply

    Maravilhposo Faltou um modelo de ficha de anamenese do cliente.

  3. Glaucia Reply

    Adorei a material muito instrutiva

  4. Daviane Costa Reply

    Excelente artigo. Claro e explicado com riqueza de detalhes. Parabéns!!!!!!

  5. Emmanuela Reply

    Muito bom artigo! Excelente resumo, muito bem escrito!

  6. Carolina Abreu Mendes Reply

    Eu comprei o Peeling Ilumiderm Ainda não utilizei – O artigo só veio engrandecer o meu conhecimento.Muito Obrigada a Belvitta e assim que utilizar avisarei canto ao resultados.

  7. edilaine Reply

    Achei muito esclarecedor!!!

  8. Natalia Reply

    Como sempre, a Belvittà engrandecendo nosso conhecimento!

Leave a Reply

*